:: 70 ANOS DE GIBIS  -  Brasil 

Breve Histórico sobre GIBIS - (Brief History About COMIC BOOKS)

- Década de 1970 (1970's)

 

Caros Internautas,

a Década de 1970 consolidou a presença maciça dos super-heróis nos quadrinhos, ultrapassando a penetração de todos os outros, não só os infantis, mas os inúmeros personagens de aventuras, notadamente os do Velho Oeste que, aos poucos, foram se afastando das verdejantes campinas, desaparecendo e cedendo seu espaço aos poderosos detentores de poderes especiais, de força descomunal e até da imortalidade, evidentemente, com raríssimas exceções, sendo TEX o mais expressivo e valoroso representante dos pouquíssimos "sobreviventes" !!! 

Os personagens infantis, mesmo sofrendo uma forte pressão desses poderosos componentes do universo dos quadrinhos, conseguiram uma performance invejável, mantendo-se como coadjuvantes, é claro, no topo das estatísticas de venda. 

No Brasil, cuja economia tentava se consolidar dentro dos preceitos do governo militar, havia um sentimento de que tudo crescia, tudo melhorava ... e, efetivamente, houve crescimento, com a modernização da indústria e novas opções de investimento, dentro de um planejamento econômico bastante eficaz.

Claro que, nos quadrinhos, o "boom" dos anos 30, 40 e parte dos 50, jamais seria igualado, porque naquele momento ocorreu um verdadeiro "surto de criatividade", no entanto, os anos 70 constituiram um período muito fértil para a editoração de quadrinhos, sem dúvida !!! 

 

Personagens dos quadrinhos surgidos nos anos 70:

 

1970 - Manos Kelly

1971 - Fradim, Graúna, Bode Orelana

1974 - Ken Parker, Mac Coy, Wolverine 

1975 - Mister No

1977 - Pelezinho

 

Abraços, Afonso

 

- Ponte Rio / Niterói, um símbolo da época, no Brasil
 
www.google.com
 
 

- PUBLICAÇÕES / PERSONAGENS - ANOS 70

 
- Algumas imagens das séries de TV, incluindo gibi editado nos USA:
 
1 - Gibi brasileiro - Ebal - Terra de Gigantes
2 - Gibi Gold Key, americano - Land of the Giants
1 - www.mercado livre.com
2 - www.pinterest.com
 
 
 
- Perdidos no Espaço (um quadrinho - Brasil)
https://tujaviu.com
 
 
 
- O grande e inabalável herói TEX, aqui em desenho primoroso de Joe Kubert                      
- TEX a cores nº 1 - Ed. Globo, um raro tesouro !!!                               
                                    
Ambos os gibis são de minha gibiteca: https://70-anos-de-gibis.webnode.com

 

- Ziraldo e a Turma do Pererê                                             
- O Pasquim, o irreverente jornal da época                                                                                 
       
Pererê - Gibi de minha gibiteca: https://70-anos-de-gibis.webnode.com
O Pasquim - https://pt.quizur.com
 
 
                                                                         
- Asterix, de Uderzo e Goscinny  
- E o formidável Lucky Luke, de Morris                                                              
  
Asterix - https://pt.wikipedia.org  
Lucky Luke - www.pinterest.com
 
 
 
- Corto Maltese - Gibi                                               
- Asterix - Gibi

CORTO MALTESE - Pixel Media - Sempre um Pouco mais Distante - s/nº - Maio 2006

Ambos os gibis são de minha gibiteca: https://70-anos-de-gibis.webnode.com

 

 
- Abaixo, uma bela página de autoria de Palacios - Manos Kelly                       
- E, McCoy, também de Palacios
Manos Kelly - Página de gibi do minha gibiteca: https://70-anos-de-gibis.webnode.com
McCoy - www.pinterest.com      
 

 

- Ken Parker - de Berardi & Milazzo                        
- E Jeremiah Johnson - c/Robert Redford, modelo para Ken Parker
 
  
 
 www.postcardcult.com

 

- Wolverine - (dos X-Men) "nascido" em 1974    
- Mister No - Bonelli, em 1975                                                             
 
wolverine - www.buzzfeed.com  
mister No - https://tr.wikipedia.org                                                                                

 

 
- Pelezinho, de Maurício de Sousa, herói infantil baseado no ídolo do futebol brasileiro - surgiu em 1977
- E o número 01 do gibi Star Wars - Marvel, fev/78
pelezinho - www.google.com
star wars - https://starwars.com
 
 
 

Comentários sobre filmes "westerns" produzidos na década de 70

 

A década de 1970, assim como a de 1960, ainda produziu inúmeros bons filmes "westerns", o que aconteceria em menor intensidade, gradativamente, nas décadas seguintes, infelizmente. Mas considero isso natural. Por analogia com um produto industrial, um gênero de filmes também tem seu esgotamento, não só pelo uso intensivo de situações e enredos que se tornam previsíveis ao longo do tempo (comumente chamados de "clichês"), mas também pelas naturais mudanças de interesses das pessoas e pela evolução tecnológica, criando novos hábitos e novas alternativas. 

Paradoxalmente, a década foi inovadora nos "westerns", exemplos: Billie Jack - uma nova visão do índio; Trinity - alegria no Velho Oeste, no espírito do "spaghetti-western"; O Pequeno Grande Homem - ainda o índio, e ainda uma outra visão; O Estranho sem Nome - Eastwood num faroeste intrigante; Um Homem chamado Cavalo - choque com a cultura indiana; A Morte Não Manda Recado - Peckinpah mostrou que havia vida e alegria nos confins do Oeste.

Na pesquisa que realizei obtive uma lista de (52) "westerns" da década de 70, que considero de bom nível, o que, sem dúvida, é um resultado muito significativo.

 
 
São eles:
 
 
  1. Os Abutres têm Fome, 1970 - Este filme reuniu Don Siegel (diretor), Budd Boetticher (história), Clint Eastwood e Shirley MacLaine no elenco. É bom, mas poderia ser melhor. De alguma forma tenta se aproximar do clima dos "spaghetti-westerns".
  2. Trinity é meu Nome, 1970 - o incrível personagem (Trinitá) do cinema italiano - "spaghetti-western" - que fez enorme sucesso.
  3. O Pequeno Grande Homem, 1970 - o mais velho índio americano conhecido, e suas lembranças. Dustin Hoffman perfeito !!!
  4. Rio Lobo, 1970 - terceira e última abordagem de um mesmo tema por Howard Hawks. Um bom "western", mas é o menos atrativo dos três realizados.
  5. Monte Walsh, Um Homem difícil de Matar, 1970 - grande desempenho de Lee Marvin. E ainda tem Jack Palance.
  6. Quando é preciso ser Homem, 1970 - um faroeste vigoroso - Soldier Blue - dirigido por Ralph Nelson.
  7. Chisum, 1970 - outro faroeste vigoroso, macho !!! Não há espaço para gentilezas. John Wayne ... muito bom !!!
  8. Um Homem chamado Cavalo, 1970 - uma grande surpresa, um filme muito bem elaborado. Inovador. Teve sequências.
  9. A Morte não Manda Recado, 1970 - um bom filme. Mente e mãos de Sam Peckinpah sempre produzindo novidades. Grande atuação de Jason Robards, e Stella Stevens no seu auge.
10. Sledge, o Homem Marcado, 1970 - James Garner num faroeste na linha dos "spaghettis westerns", com bom conteúdo. 
11. Sabata Adeus, 1970 - O Índio Black de Yul Brynner, marcando uma época. Pode não ser um clássico, mas fez sucesso !!!
12. Latigo, o Pistoleiro, 1971 - Novamente James Garner, agora num bom faroeste com traços humorísticos. Suzanne Pleshette presente.
13. Billie Jack, 1971 - um faroeste "diferente" abordando a saga de um personagem meio índio (um ex-Boina Verde) que luta incessantemente por justiça.
14. Onde os Homens são Homens, 1971 - Warren Beatty e Julie Christie fazendo sucesso no Velho Oeste. Sempre considerei este filme superestimado pela crítica. Particularmente não gostei.
15. Uma Lição para não Esquecer, 1971 -  um faroeste moderno, século XX. Faroeste-família, com Henry Fonda e Paul Newman em grande momento. E Newman ainda dirigiu o filme !!!
16. Sol Vermelho, 1971 - um "western" democrático: com um americano (Bronson), um francês (Delon), um japonês (Mifune), uma suiça (Ursula) e um diretor inglês especialista em James Bond !!! Produziram um grande espetáculo !!! Especialmente Toshiro Mifune !!!
17. Duelo de Bravos, 1971 - um filme que "cresceu" com o passar do tempo. Kirk Douglas e Johnny Cash, astro da música country, num interessante duelo !!!
18. O Parceiro do Diabo, 1971 - Gregory Peck em western dirigido por Henry Hathaway, não tão memorável quanto outros.
19. Mato em Nome da Lei (Lawman, 1971 - Burt Lancaster no violento western de Michael Winner.
20. Quando os Bravos se Encontram, 1971 - Novamente Burt Lancaster, em tempo de muita violência.
21. Renegado Vingador, 1972 - um "western" que se situa entre o tradicional americano e o inovador produzido na Itália. Alguma semelhança com "Willie Boy", 1969, mas o renegado Chato, era muito mais perigoso.
22. Joe Kidd, 1972 - Eastwood sob a direção de John Sturges, com bom resultado.
23. Roy Bean, o Homem da Lei, 1972 - Paul Newman vive o controverso juiz, em grande atuação.
24. Sem Lei e Sem Esperança, 1972 - Saga dos foras-da-lei Younger e James, um "western" primoroso dirigido por Philip Kaufman
25. Cavalgando com a Morte, 1972 - James Coburn em bom filme sobre rodeios. Um faroeste moderno, séc. XX.
26. Dez Segundos de Perigo, 1972 - Steve McQueen na trilha de James Coburn nos rodeios. Outro faroeste moderno, séc. XX.
27. Mais Forte que a Vingança, 1972 - grande "western" com Robert Redford: Jeremiah Johnson !!! (Foi o modelo para o herói dos quadrinhos: Ken Parker).
28. Quando Morrem as Lendas, 1972 - Frederic Forest em inesperada boa atuação. Um faroeste moderno, sec. XX
29. Marcados pela Vingança, 1972 - William Holden em sua fase final. Claramente inspirado nos "spaghetti-westerns". Neste, muito espetáculo, pouco conteúdo.
30. Os Cowboys, 1972 - John Wayne com um time de garotos conduzindo gado. Uma feliz abordagem do diretor Mark Rydell. E, afinal, alguém (Bruce Dern) matou John Wayne num faroeste !!! 
31. Um por Deus, Outro pelo Diabo, 1972 - dois grandes astros negros Sidney Poitier e Harry Belafonte, num bom filme !!!
32. A Vingança de Ulzana, 1972 - Burt Lancaster sob a direção de Robert Aldrich em faroeste que considero mediano.
33. O Estranho sem Nome, 1973 - "western" de Eastwood, que consolidou a figura do "Estranho sem Nome", um homem misterioso e violento que surge do nada. Filme que vem crescendo nas cotações, ano após ano. Outro faroeste macho !!!
34. Pat Garreth e Billy The Kid, 1973 - uma versão muito bem realizada por Sam Peckinpah, da história de Billy The Kid. E ainda temos uma trilha sonora fantástica com Bob Dylan, que também atua no filme !!!
35. Meu Nome é Ninguém, 1973 - na linha de Trinity, forte representante dos "spaghetti-westerns". Uma grande surpresa, excelente western. Henry Fonda em grande momento.
36. Amor feito de Ódio, 1973 - Decididamente, um "western" diferente, com Sarah Miles e Burt Reynolds. Muito bom !!!
37. Westworld, Onde Ninguém tem Alma, 1973 - Fantasia e terror no Velho Oeste. Fez um enorme sucesso. Yul Brynner impecável.
38. Cahill, o Xerife do Oeste, 1973 - John Wayne em um faroeste apenas mediano. 
39. Chacais do Oeste, 1973 - Novamente John Wayne, com Ann-Margret e Rod Taylor. Um bom "western".
40. Valdez, o Mestiço (Chino, 1973) - Dirigido por John Sturges com Charles Bronson, um "western" dito "macho". 
41. Banzé no Oeste, 1974 - particularmente não aprecio, mas fez sucesso. Uma comédia no Velho Oeste. 
42. Matando sem Compaixão, 1974 - faroeste mediano de Gregory Peck, sem o brilho de seus maiores westerns.
43. Tiroteio em uma Cidade do Cão, 1974 - Filme desconhecido. A crítica o elevou bastante. Com Richard Crenna, Stefanie Powers e Richard Egan.
44. O Risco de uma Decisão, 1975 - Um bom filme mostrando um grupo de cowboys numa competição (corrida com cavalos por longo e acidentado trecho) e um inusitado final.
45. Justiceiro Implacável, 1975 - John Wayne, teimoso, não se permitia ficar longe do Velho Oeste. Katharine Hepburn em grande desempenho.
46. Josey Wales, o fora-da-lei, 1975 - considero este o melhor "western" de Clint. Genial !!! Penso ser melhor que "Os Imperdoáveis".
47. Ambição Acima da Lei, 1975 - Kirk Douglas ainda em um faroeste. E Com Bruce Dern, o homem que matou "John Wayne" (em "Os Cowboys").
48. Cavalgada Infernal, 1975 - Vale o elenco de grandes nomes: Lee Van Cleef, Jim Brown, Fred Williamson, Catherine Spaak, Barry Sullivan, Dana Andrews
49. O Último Pistoleiro, 1976 - O último faroeste de John Wayne, um filme de Don Siegel, perfeito para encerrar a carreira do genial ator. Grande John Wayne, digo, John B. Books !!!
50. Oeste Selvagem, 1976 - Um filme de Robert Altman mostrando uma nova faceta de Buffalo Bill (Paul Newman), talvez mais real. 
51. Raízes da Ambição, 1978 - Um bom faroeste, vítima da crítica na época. James Caan e Jane Fonda em grande atuação.
52. Cactus Jack, o Vilão, 1979 - Kirk Douglas, Ann-Margret e Arnold Schwarzenegger azarando o Velho Oeste. Uma grande diversão !!!
The End
 

Faço aqui um registro final sobre os valorosos "heróis do faroeste (atores)" que dignificaram seus nomes, tornando-se imortais, em seriados e filmes considerados "B", e em maravilhosos gibis, que emocionaram (e vêm emocionando) milhares e milhares de espectadores e leitores em todo o mundo, desde os anos 20/30 !!! 

 
 
 
OBS.: TODOS ELES FAZEM PARTE DO MÓDULO "Grandes Heróis do Faroeste nos Gibis", DESTE SITE.
            VALE A PENA VISITÁ-LOS !!!

                                                                    

 

QUE VENHAM OS ANOS 80 !!!

 
 
 
 

https://70-anos-de-gibis.webnode.com